Laje verde: tendência ecossustentável
A busca por tecnologias, sistema de construção , bem como de materiais que levam em consideração a preocupação com o uso racional e sustentável dos recursos naturais é um desafio das construtoras – e de todos os setores da economia.

A construção civil caminha na direção certa. Depois da implantação dos sistemas de reuso de água e economia de energia, por exemplo, a tendência é a utilização do “green roof”, que são coberturas verdes para residências.

“As coberturas, da forma que conhecemos hoje correm o risco de deixar de existir. Será cada vez mais frequente vermos edificações cobertas por gramados e canteiros. Para isso, um novo processo construtivo e novos materiais para utilização no substrato desses gramados e canteiros estão surgindo”, explica Alexandre Guimarães Nicolau, diretor da Construtora Expansão em Maringá.

A captação de energia solar também está avançando bastante. Já se veem até mesmo tendas onde a lona da cobertura tem a função de captação da energia solar e transformação em energia elétrica, além de fachadas e revestimentos de pisos com esta finalidade.

Outro tema já comum na grande maioria dos países é a utilização apenas de madeira certificada oriunda de reflorestamentos.

Entre as novas tecnologias, as mais exploradas foram o melhoramento das condições de iluminação, aproveitamento de energia eólica, diminuição da geração de resíduos, otimização de materiais e novas formas de captação de energia solar.

Via O Diário de Maringá

 

 



   
Newslleter
CADASTRE-SE E RECEBA NOTÍCIAS POR EMAIL